• Felipe Schadt

Você vive em uma rede de viciados

Atualizado: 23 de Out de 2018

Como as redes sociais virtuais fazem de você um dependente químico? Saiba o motivo que faz de você um viciado.

Imagem: Artista desconhecido

Deixa eu adivinhar a sua rotina: acorda, faz suas necessidades fisiológicas, olha para o celular, pega o celular, confere se chegou alguma mensagem no whats, depois confere as postagens do facebook e dá aquela olhada no instagram para ver quantas curtidas a sua última postagem rendeu. Pronto. Seu dia pode começar, pois sua dose matinal de dopamina já está fazendo efeito.

Então, no fim das contas você não quer compartilhar coisas legais ou salvar o mundo com suas ideias. Você quer que alguém curta o que você postou.

Se você se identificou com essa rotina, parabéns! Você é um viciado! Mas não um viciado qualquer. Seu vício é inconsciente e extremamente estimulado por você todos os dias. Todas as horas. Todos os minutos.


A Dopamina é um neurotransmissor (substância química) responsável por levar informações ao seu cérebro como, movimento, memória e prazer. Segundo o InfoEscola "No decorrer de circunstâncias agradáveis, a dopamina é liberada, desencadeando impulsos nervosos, que levam a uma sensação de prazer e bem estar." Quando você come algo gostoso, dopamina; quando você vence em um jogo, dopamina; quando você transa, dopamina.


Ela está totalmente relacionada com a recompensação. Toda vez que você faz algo e é recompensado por isso (com um prêmio, um carinho, um elogio), você recebe dopamina e sente prazer.


Aqui é que está o primeiro pulo do gato: Você fez uma postagem no facebook, cada curtida é uma recompensa pela postagem que você fez. Cada vez que você é recompensado, uma dose de dopamina atinge seu cérebro e é claro que você gosta disso. E é por isso que você posta coisas nas redes sociais, para ser recompensado e satisfazer sua necessidade química. E quando mais postagens e mais curtidas, mais viciado você fica até chegar um ponto que uma postagem sem curtida, causa tamanha frustração que você o apaga, pois ele não foi efetivo em te dar seu ópio em forma de neurotransmissor.


Então, no fim das contas você não quer compartilhar coisas legais ou salvar o mundo com suas ideias. Você quer que alguém curta o que você postou. Ninguém posta para si mesmo. Você posta para ser visto. Isso é o que Celèstin Freinet chama de caixa de ressonância. Significa que quando uma produção tem ressonância na vida de outras pessoas, a experiência de quem produziu é mais completa, pois a produção afetou alguém alem dele próprio.


E aqui vem o segundo pulo do gato: Os criadores e gestores do facebook sabem disso. E mais, fazem um uso consciente dessa dependência para você produzir conteúdos e alimentar as redes sociais virtuais. Sean Parker, co-fundador do Napster e primeiro presidente da empresa de Mark Zuckerberg, disse em uma entrevista a Axios e reproduzida pelo UOL que "É um loop de resposta de validação social (…). é o tipo de solução que hackers, como eu, usamos, pois você está explorando uma vulnerabilidade psicológica humana."


Mas temos que ser razoáveis. Nunca experimentamos algo parecido com tanta frequência e intensidade. Nunca na história alguém olhou pra você na rua e disse "Ei, curti sua roupa", ou "Nossa, curti esse prato de comida que você está prestes a comer", ou ainda "Ual, posso compartilhar com os meus amigos isso que você acabou de me dizer?". Aqui nas redes sociais virtuais isso acontece a todo instante e a toda vez que acontece, dopamina pra você. E como todo viciado, as doses vão ficando insuficientes e você precisa de cada vez mais. É bem comum postar algo e ficar atualizando a página esperando aparecer uma curtida.


Estamos todos em uma rede de viciados, mendigando por curtidas, implorando por dopamina. É por isso que você está aqui. É por isso que você se mantém aqui. É por isso que você não sai daqui. Lá fora as curtidas não chegam e o acesso à dopamina é escasso. Aqui dentro, ela está aí, escondida atrás de cada like.


Obrigado por ler. Agora dê seu like. Como você, também sou um viciado.


Conhecimento é Conquista

-FS


Fontes:

(Sobre a dopamina): https://www.infoescola.com/bioquimica/dopamina/


(Entrevista de Sean Parker para a Axios): https://www.axios.com/sean-parker-unloads-on-facebook-god-o…


(Matéria do UOL sobre Sean Parker): https://tecnologia.uol.com.br/…/primeiro-presidente-do-face…


1 visualização

© 2020 por FELIPE SCHADT.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now